Estamos Online!
Terça, 02 de Junho de 2020

Por falta de isolamento adequado, médica da rede pública de Curitiba obtém adicional de insalubridade em grau máximo

13/11/2015 13:52
Uma médica que atendia em Centros Municipais de Urgências médicas (CMUMs) de Curitiba deverá receber adicional de insalubridade em grau máximo, 40%, pela exposição frequente a agentes transmissores de doenças infectocontagiosas. A decisão da 3ª Turma de desembargadores do TRT-PR aponta que a Fundação da Universidade Federal do Paraná (Funpar) e o Município de Curitiba, condenados solidariamente, falharam em não providenciar uma área exclusiva de isolamento, apenas criando restrições aos quartos dos pacientes quando considerassem necessário. Da decisão, cabe recurso.

Fonte TRT9

Últimas Notícias

21/07/2016 14:09 - HSBC é condenado a indenizar gerente rebaixado ao voltar de licença médica por síndrome do pânico
21/07/2016 14:01 - Empresa é condenada por agressão policial durante paralisação de empregados
21/07/2016 13:57 - Entrei na licença maternidade. E agora? Como faço para receber meu auxílio?
20/07/2016 17:12 - Individualização de hidrômetros em condomínios agora é Lei
20/07/2016 14:57 - Promessa de contratação frustrada rende indenização por danos morais e materiais a trabalhadora
20/07/2016 14:26 - Tem dúvidas sobre direitos do trabalhador? Veja 15 direitos básicos